Hotelaria

ASG Iberia procura oportunidades na hotelaria de Portugal e Espanha

Vanessa Sousa |
ASG Iberia procura oportunidades na hotelaria de Portugal e Espanha
Palacio Solecio, Málaga

Em concreto, ASG Iberia procura unidades de 3,4 e 5 estrelas, avaliadas a partir de 20 milhões de euros e com pelo menos 100 quartos. Sejam hotéis urbanos ou de lazer, o importante para ASG Iberia é que estes possam ser remodelados e que possam também mudar de operador.

O novo responsável pelo setor hoteleiro de ASG Iberia Luis Miguel Martin assume em comunicado que «estamos determinados a continuar a expansão do nosso portfólio hoteleiro com aquisições tanto em Espanha como em Portugal. Destinos como Madrid, Barcelona, Málaga, Lisboa, Porto, Ibiza, Malhorca e Costa do Sol estão nas nossas preferências». Mas não fica por aqui, Luis Miguel Martin assume que ASG Iberia é «muito flexível» em termos de localização dos ativos e, por isso, acredita que no âmbito da sua estratégia de valor acrescentado estão aptos para criar «produtos líquidos e atrativos para o mercado» se encontrarem oportunidades noutras «boas» localizações.

É neste contexto que o fundo ASG Iberia revela ainda que o seu espetro de investimento também pode ser ampliado a outros segmentos que se revelem uma oportunidade de crescimento, como é o caso dos setores alterativos e do residencial.

Em Espanha, ASG Iberia possuí 5 hotéis

Hoje, ASG Iberia possui um total de 5 unidades hoteleiras que somam mais de 1.150 quartos. Todas são localizadas em Espanha.

O hotel Ibis Barcelona Meridiana, que possui 143 quartos, é um deles e é o único que está hoje operativo. Outro é o denominado Palacio Solecio e situa-se em Málaga. Este último está na fase final da sua reforma e, assim que concluída, irá disponibilizar 117 quartos.

As outras 3 unidades estão ainda em desenvolvimento: o hotel Hard Rock Atocha em Madrid (161 quartos), deverá abrir no segundo trimestre do próximo ano; o hotel Hampton by Hilton Fira Barcelona, (241 quartos), tem data de abertura agendada para o início do próximo ano; e o Hotel Forum ubicado no Port Fórum de Barcelona (509 quartos) deverá iniciar atividade só em 2023.

Juan Alonso, director de Gestão de Ativos de ASG Iberia, assume que «Espanha é um dos nossos mercados prioritários, no qual continuamos a manter um elevado interesse ao levar a cabo novos investimentos em diferentes segmentos, que têm um potencial real de acrescentar valor e onde poderemos aplicar a nossa experiência e conhecimento para reposicionamentos e transformações».

Foi em 2014 que ASG Iberia se lançou em Espanha e, desde então, o fundo já protagonizou mais de 33 aquisições no mercado imobiliário ibérico, em especial no segmento residencial e na hotelaria, nas quais desembolsou cerca de 1.000 milhões de euros.

Este é mais um fundo gerido pela ActivumSG Capital Management, uma empresa britânica fundada por Saul Goldstein em 2007.