Estado integra mais 21 imóveis no programa de arrendamento acessível

Ana Tavares |
Estado integra mais 21 imóveis no programa de arrendamento acessível

O anúncio foi feito esta semana pelo ministro da Habitação, Pedro Nuno Santos, que falava à imprensa no hospital psiquiátrico Miguel Bombarda, em Lisboa, no âmbito da cerimónia de apresentação do Programa de Disponibilização de Património do Estado para Arrendamento Acessível, que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa e da secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho.

Os imóveis são colocados neste programa através do Fundo Nacional para a Reabilitação do Edificado ou arrendados através do IHRU, no caso dos 21 imóveis adicionais, já que nem todos os ativos eram adequados para integrar o FNRE. «Em ambas as situações, não haverá recurso a fundos do Orçamento do Estado, dado serem soluções economicamente sustentáveis, mas há mesmo assim um esforço e investimento públicos consideráveis, mediante a afetação de património construído a este fim», salientou Ana Pinho, citada pelo Público.

A ideia do executivo é criar «um conjunto de instrumentos» para dar resposta, faseadamente, às «graves carências habitacionais sentidas no país».