Corpus Sireo compra edifício Duarte Pacheco 7

Susana Correia |
Corpus Sireo compra edifício Duarte Pacheco 7

Em comunicado, o comprador salienta que “ambas as partes decidiram não revelar o valor envolvido nesta operação”, referindo apenas que o vendedor é “um grupo imobiliário português”.

Promovido pela Temple e projetado pela Broadway Malyan, o edifício Duarte Pacheco 7 é um dos mais recentes edifícios de escritórios de Lisboa, tendo ficado concluído no início de 2015. Localizado na avenida engº Duarte Pacheco, entre as Amoreiras e o Marquês e “em pleno prime CBD”, totaliza cerca de 19.000 m² distribuídos pelos dois blocos que o compõem, sendo ainda servido por 600 lugares de estacionamento. Destacando “a impressionante fachada de vidro” e a forma como ambos os blocos estão interligados, em comunicado a Corpus Sireo salienta ainda o facto de o edifício estar totalmente arrendado a três inquilinos: Deloitte, a sociedade de advogados Miranda Correia Amendoeira & Associados e a Explorer Investments, trabalhando nele cerca de 2.000 pessoas.

Com esta operação a Corpus Sireo International S.à.r.l., sedeada no Luxemburgo adquiriu o seu 13º ativo para o fundo imobiliário core DEREIF SICAV-FIS, criado em dezembro de 2012 para um investidor institucional alemão. O apoio legal à transação esteve a cargo da SRS Legal e o apoio técnico foi garantido pela TA Europe.

Até agora, esta gestora luxemburguesa já adquiriu para o DEREIF SICAV-FIS ativos imobiliários localizados em sete grandes cidades europeias, no valor total de 510 milhões de euros. “Isso significa que o volume definido para primeira tranche do fundo já foi atingindo. Com a segunda tranche, o fundo irá aumentar para os 800 milhões de euros”, lê-se no documento a que a Vida Imobiliária teve acesso.

A estratégia de investimento do DEREIF SICAV-FIS está focada em ativos core e core-plus no centro das principais cidades da Europa, sendo que que o retalho deve pesar 30% na carteira. Até agora foram já adquiridos edifícios em Londres, Paris, Bruxelas e Estocolmo, sendo que o fundo privilegia a compra “de edifícios «troféu» como o triângulo de escritórios 10 St Bride Street em Londres ou o ícones modernos como o complexo de escritórios Lloyd George em Bruxelas”.

“Neste momento, a Corpus Sireo está já a planear novas aquisições para o fundo DEREIF em localizações prime nas principais cidades e centros económicos da Europa”, sendo que “a estratégia passa por investir em ativos com um valor unitário entre os 20 e os 60 milhões de euros”.