Habitação

Paula Marques: Crise vai impor novas medidas na habitação

Ana Tavares |
Paula Marques: Crise vai impor novas medidas na habitação

Em entrevista ao Público, a vereadora da habitação avisa que «a crise económica e social que aí vem impõe que sejam tomadas novas medidas (…). Estamos num momento de viragem em que temos de pensar em novas soluções», particularmente tendo em conta a «função social da habitação».

A vereadora acredita que devem ser definidas «medidas de contenção para aumentos das rendas» e que deverá haver «uma injecção grande» de fundos por parte do Estado: «se houver um Orçamento Retificativo, os recursos para habitação e emprego têm de lá estar».

De acordo com Paula Marques, a CML mantém a decorrer as obras de reabilitação de edifícios já em curso, nomeadamente no âmbito da habitação acessível, bem como outros processos burocráticos: «não parámos nada para não entrarmos numa espiral de não-resposta».

 

Linha SOS Despejo passa para E-Habitação

A vereadora anunciou também que a atual Linha SOS Despejo muda esta quinta-feira de nome para E-Habitação.

A linha vai passar também a fornecer informações e esclarecimentos sobre as políticas de habitação municipais e nacionais. Uma mudança que vem para ficar, nomeadamente quando passada a crise da epidemia.

Paula Marques garante que durante o Estado de Emergência os serviços da autarquia têm mantido contactos com as associações de moradores dos mais de 60 bairros municipais e também com os vários parceiros do programa BIP/ZIP.