Escritórios

Escritórios: apesar da pandemia, take up continua em alta

Ana Tavares |
Escritórios: apesar da pandemia, take up continua em alta

É o que evidencia o Office Flashpoint da JLL, que mostra que no mês passado foram colocados apenas 5.271 m² de escritórios em Lisboa. No entanto, entre janeiro e maio o take up de 78.961 m² ficou 11% acima de igual período de 2019.

Mariana Rosa, Head of Office & Logistics Agency & Transaction Manager da JLL, comenta que «esta travagem mais vincada da atividade em maio era expetável. A dinâmica de ocupação só não se ressentiu mais cedo porque nos dois meses anteriores já sob efeito do confinamento ainda se notou o impacto de operações que estavam a ser negociados antes desta circunstância».

Segundo esta especialista, «obviamente que numa situação em que toda a economia e as empresas foram obrigadas ao confinamento, o mercado não sai imune. Contudo, é preciso relembrar que se trata de uma situação temporária, pois os fundamentais da procura continuam a existir, inclusive em termos de captação de empresas estrangeiras, quer em Lisboa quer no Porto».

Em maio foram registadas 11 operações de arrendamento de escritórios, procura marcada pelas áreas pequenas, e nenhuma operação acima dos 1.000 m².

 

Recorde a recente participação de Pedro Lancastre, CEO da JLL Portugal, no Conversas Diárias - Especial Covid-19.