Turismo

Atividade turística agrava performance em setembro

Ana Tavares |
Atividade turística agrava performance em setembro

De acordo com a Estimativa Rápida da atividade turística agora divulgada pelo INE, estes valores representam agravamentos face às descidas de 43,2% e -47,1% registadas em agosto, respetivamente.

No período em análise, as dormidas de residentes desceram 8,5% (-2,1% em agosto) e as de não residentes terão descido 71,9% (-72% no mês anterior).

O Alentejo continuou a registar a menor diminuição homóloga do número de dormidas, com uma descida de 19,9%, ainda assim mais agravada que a de 15,3% de agosto. Subiram também aqui as dormidas de residentes, 5,2%, e no Algarve, com um aumento de 10,3%.

24,3% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes em setembro, percentagem que compara com os 21,2% de agosto. O valor está em linha com o apontado pela Associação da Hotelaria de Portugal, que apontava para 25% dos hotéis do país fechados em setembro.

A associação estima que, no fecho deste ano, a hotelaria registe uma perda de receita entre os 70% e os 80%, até 3.600 milhões de euros. Poderão ser perdidas até 80% das noites, num total de até 46 milhões.