Escritórios

APFM mantém visitas a edifícios de forma remota

Ana Tavares |
APFM mantém visitas a edifícios de forma remota

Assim como nas visitas presenciais, explica a APFM, «cada anfitrião terá a oportunidade de partilhar online com a comunidade de FM o seu modelo de Facility Management e de abordar questões como a organização do seu departamento, a comunicação com os prestadores de serviços, o suporte aos ocupantes do edifício ou as últimas obras ou atualizações».

A APFM acredita que «cada visita servirá também para se compreender melhor que forma os Facility Managers estão a gerir o facto de terem parte das suas pessoas e equipas a trabalhar remotamente, e de que forma os prestadores de serviços estão a ajudá-los a manter os seus colaboradores em segurança e as operações a funcionar neste contexto de edifícios fechados ou meio ocupados a que assistimos».

Até ao final do ano, a APFM planeia fazer mais de 20 visitas deste género. A primeira decorreu no campus da Siemens, em Alfragide, espaço composto por 9 edifícios com 30.000 m² de escritórios.

Para Miguel Agostinho, CEO da APFM, as site visits da APFM são «um programa cujo sucesso está precisamente na componente humana de partilhar e de mostrar aquilo que cada um mais se orgulha, de discutir receios e desafios e de olhar para o que impacta a qualidade de vida dos ocupantes dos espaços, a produtividade do core business e a sustentabilidade das operações – e tudo isto pode ser feito online com o apoio das novas tecnologias, abrindo novas perspetivas para o futuro».

A APFM informa também que vai manter a realização de iniciativas dinamizadoras da atividade da comunidade de FM, e relacionadas com os planos de contingência necessários para as organizações em momento de Estado de Emergência. Serão criados vários fóruns de discussão para partilha das iniciativas e procedimentos internos, incluindo a adaptação às várias orientações e legislação excecional.