Turismo

AHRESP prevê “quebras significativas” devido ao coronavírus

Ana Tavares |
AHRESP prevê “quebras significativas” devido ao coronavírus

Em comunicado de imprensa, a AHRESP afirma que «as empresas do alojamento turístico e da restauração e bebidas começam já a dar os primeiros sinais provocados pelo novo coronavírus, com registo de contração e mesmo cancelamento de reservas já efetuadas». Pede, por isso, ao Governo «a criação de instrumentos financeiros de apoio às empresas e seus trabalhadores, para quando se verificarem quebras significativas na atividade».

De acordo com a associação, citada pelo Negócios, o surto acontece agora «numa época em que as empresas já iniciaram o reforço de contratação de mão-de-obra, bem como realizaram investimentos de requalificação e melhoramento das suas unidades para o período da Páscoa que se avizinha, mas também para a época alta do verão, procura essa que se pode não registar», alerta.