SCML inicia obras de reabilitação no valor de €25M em 2017

Ana Tavares |
SCML inicia obras de reabilitação no valor de €25M em 2017

A informação foi divulgada durante a inauguração da exposição “As Obras da Santa Casa”, que decorreu a 6 de dezembro. Trata-se de uma exposição que apresenta publicamente «um conjunto de obras em curso que têm como princípios orientadores a intergeracionalidade, a mobilidade e a sustentabilidade», sob o mote «gerar receitas para investir em boas causas».

Na cerimónia  de inauguração, marcou presença o provedor da SCML, Pedro Santana Lopes, que referiu que «na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa fazemos muitas obras ao mesmo tempo se pudermos». Acredita que estas obras de reabilitação são «um contributo grande para fazermos cidade», e uma «obrigação» da instituição enquanto «um dos maiores proprietários em Lisboa. Temos de cumprir com o nosso dever» de preservação e valorização do património.

Este trabalho inclui 15 publicações com os projetos mais emblemáticos desta operação de reabilitação urbana, que resultam da história e análise científica dos edifícios, em articulação com a arquitetura e as exigências modernas, por forma a devolver os ativos à sociedade.

Entre estes imóveis estão, por exemplo, o Palácio Portugal da Gama/São Roque. Com uma área bruta de 3.600m², requer um investimento de 2,3 milhões de euros na sua requalificação global, mantendo o seu caráter palaciano mas tornando-o acessível à sociedade contemporânea. O Hospital de Sant’Ana é outro exemplo, neste caso um imóvel junto à marginal que liga Cascais a Lisboa, na freguesia da Parede. Quando reabilitado, terá 2 pisos e uma grande galeria, que vão acolher uma nova unidade hospitalar. Requer um investimento de 8,8 milhões de euros e terá capacidade para 60 utentes em internamento.

Por outro lado, na Rua dos Sapateiros, na baixa da cidade, vai surgir uma nova creche. No edifício pombalino em causa, será seguido o princípio da intervenção mínima, garantindo as exigências de segurança, conforto e acessibilidade atuais. Depois de um investimento de 456.082 euros, terá capacidade para 32 crianças até aos 3 anos. O Palácio do Marquês do Alegrete e Jardim Romântico, o Palácio Marquês de Tomar, o Hospital da Estrela – Unidade de Cuidados Continuados Integrados, ou as Residências de Monsanto fazem também parte do leque de projetos nos quais a SCML está atualmente apostada, incluídos nesta exposição que estará patente na Galeria de Exposições Temporárias do Museu de São Roque até 31 de janeiro.