Santa Catarina tem o maior tráfego pedonal do país

Ana Tavares |
Santa Catarina tem o maior tráfego pedonal do país

Esta artéria comercial regista uma média de 4.200 pessoas por hora no período de maior tráfego, e mantém a liderança que se observa desde 2007, com um aumento de 20% desde então.

Em segundo lugar, surge a Rua Augusta, em Lisboa, com uma média de 3.600 pessoas por hora no período de pico, uma rua que ultrapassou a Rua Garret no segundo lugar face a 2007, com um crescimento de 45% face a esse ano.

Em terceiro, a Rua Garret regista 3.100 pessoas por hora, e tem o menor aumento de tráfego face a 2007, de 15%, até porque já era, na altura, uma rua muito consolidada em termos de comércio, e onde os efeitos da alteração da lei do arrendamento e da reabilitação de edifícios menos se sentiram.

Segue-se a Avenida da Liberdade, com uma média de 1.600 pessoas por hora. Apesar do menor tráfego, registou o maior aumento desde 2007, de 80%, números para o qual contribuiu o crescimento do turismo e a abertura de um número significativo de novas lojas, mais de 70 nos últimos 10 anos, segundo a CBRE.

Para Cristina Arouca, diretora de Research da CBRE, «no Porto, as lojas de moda e acessórios de insígnias internacionais encontram-se concentradas predominantemente na Rua de Santa Catarina, ao contrário da capital portuguesa, onde as marcas internacionais estão presentes em maior escala em três localizações - Baixa, Chiado e Av. Liberdade - e que se pode traduzir numa maior dispersão do tráfego pedonal». A responsável acrescenta ainda que «temos realizado análises semelhantes para centros comerciais e, perceber como é que as pessoas circulam nas principais ruas de comércio do país, é muito interessante para os retalhistas, que podem tomar decisões quanto às suas lojas, com informação muito relevante».

Esta análise da CBRE debruçou-se sobre o tráfego pedonal das principais artérias de comércio em Portugal, incluindo também a Rua dos Clérigos ou a Avenida dos Aliados. O estudo será publicado na íntegra em breve.