Projeto Sunset Albufeira chumbado pela comissão ambiental

Ana Tavares |
Projeto Sunset Albufeira chumbado pela comissão ambiental

 

Este empreendimento turístico da Libertas – Investimento Imobiliário, S.A., compreende um terreno de perto de 100 hectares no litoral do concelho de Albufeira, junto à praia da Rocha Baixinha, na envolvente do atual hotel Alfamar. A concretizar-se, ocuparia um total de 95,27 hectares ao longo da costa, com um capacidade de alojamento total de 3.500 camas, 2.500 das quais já afetas ao hotel existente. Mas a comissão entende que «trata-se um projeto sustentável ao nível do conceito, empregabilidade e importância para a região, mas insustentável ao nível da sua localização».

A comissão entende que «à exceção das zonas turísticas consolidadas do empreendimento turístico Alfamar, os novos empreendimentos previstos conflituam com os instrumentos de gestão territorial vigentes e revelam-se irremediavelmente desconformes com as restrições de utilidade pública da Reserva Ecológica Nacional (REN) e da Reserva Agrícola Nacional (RAN) aplicáveis», cita o Sul Informação.

O parecer desfavorável deve-se ao facto de o projeto «consumir um tipo de paisagem natural de litoral estratégica para a imagem da região», ou por representar «elevadas perdas na ocupação de solos da várzea de Quarteira, perda do potencial agrícola, descontinuidade da várzea, aumento do consumo do solo, algo pouco compreensível num planeamento que à partida pretende ser sustentável». E conclui que esta solução, «por muito mérito técnico que possua, não consegue compatibilizar-se com o modelo territorial do PROT, acabando por reduzir e alterar definitivamente os ecossistemas em presença, artificializar ainda mais a paisagem e silenciar a originalidade identitária daquela paisagem», além de ocupar reserva agrícola para construção, leitos de cheia ou manchas verdes.