Mercados da Europa de Leste têm as condições de financiamento mais favoráveis

Fernanda Cerqueira |
Mercados da Europa de Leste têm as condições de financiamento mais favoráveis

 

A CBRE desenvolveu uma análise para determinar a relação das condições de financiamento entre credores e devedores. Para além de Budapeste e Bucareste, capitais no Leste europeu, também Dublin, Lisboa e Londres foram consideradas como das mais favoráveis para as entidades financeiras, mas menos pontuadas no que toca a devedores, sendo Londres considerada a cidade menos favorável para este tipo de transações.

Noutra perspetiva, as cidades mais passíveis de contrair um empréstimo estão espalhadas por toda a Europa, com Berlim, Madrid e Amesterdão no que toca à Europa Ocidental, Helsínquia e Estocolmo na Europa Setentrional, e Bratislava, Praga e Budapeste na Europa de Leste, a revelarem-se os locais mais acessíveis para os devedores.

Mercados na Europa Ocidental como os de Bruxelas, Copenhaga, Viena, Paris e Zurique foram considerados como desfavoráveis tanto para credores como para devedores.

«A nossa análise de termos de empréstimo nos 20 países europeus mostra que os credores dispostos a trabalhar para além dos mercados centrais terão retornos mais elevados, dada a menor liquidez e a falta de maturidade nos mercados periféricos», reconhece Marco Rampin, Head of Debt and Structured Finance, Continental Europe, da CBRE, notando contudo que «embora os mercados mais amplos e mais maduros possam parecer menos atraentes pelos retornos menores, podem compensar pela sua dimensão e pela estabilidade que transmitem».