Área média contratada em Lisboa aumenta para os 719m²

Ana Tavares |
Área média contratada em Lisboa aumenta para os 719m²

A atividade deste setor ficou em linha com o ano anterior, num total de 140.946m², contudo abaixo dos 144.513m² registados em 2015, nota a Aguirre Newman na sua mais recente análise do mercado de escritórios, relativa a 2016.

Segundo a consultora, foram registadas 196 operações, menos 61 que no ano anterior, sendo que o Corredor Oeste e o CBD registaram 56 e 46 operações, respetivamente, sendo as zonas mais ativas de 2016, e representando 18% e 20% da área transacionada. A Zona Secundária registou apenas 4 operações.

No que concerne a colocação de área, a Zona Emergente registou o maior crescimento da área contratada, com mais 32.766m² colocados, 3 vezes mais que no ano anterior.

A Zona Emergente e o Prime CBD registaram neste período as maiores variações na superfície média contratada por transação, de 316% e 37%, respetivamente.

No que concerne a absorção por intervalo de área contratada entre janeiro e dezembro, na Zona Secundária e no Corredor Oeste pelo menos 50% das transações registaram uma superfície inferior a 300m². 37 operações dizem respeito a uma superfície superior a 800m². Apenas 1% das operações diz respeito a edifícios novos, e 99% a edifícios usados.

Em dezembro, o setor Serviços Financeiros foi responsável por 4% da área tomada.