Vendas do retalho sobem 4,4%

Ana Tavares |
Vendas do retalho sobem 4,4%

Segundo o Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho, divulgado pelo INE, esta desaceleração do índice total refletiu o abrandamento dos Produtos Alimentares (1,4%) e dos Produtos Não Alimentares (3,1%). As variações homólogas destes segmentos foram de 5,1% e 3,8%, respetivamente.

Em termos nominais, o índice agregado passou de uma variação homóloga de 6,5% em abril para 4,1% no mês seguinte

Emprego e remunerações aumentaram 2,1% e 2,8% em termos homólogos, depois de variações de 2,6% e 3,1% em abril, respetivamente. A variação homóloga destes indicadores foi de 0,3% e 2%, respetivamente.