Immochan e The Edge Group formam parceria para novos shoppings na Grande Lisboa

Ana Tavares |
Immochan e The Edge Group formam parceria para novos shoppings na Grande Lisboa

Mário Costa, diretor geral da Immochan, não avançou muito mais sobre estes projetos, mas revelou que pode tratar-se de «mais do que um» projeto

O responsável revelou ainda, em entrevista à VI, que a empresa está a trabalhar em «investimentos circunscritos a 2 ou 3 locais onde ainda faz sentido investir. Estamos a trabalhar com as respetivas câmaras. Este é um trabalho de campo e são projetos de longa maturação. É um longo processo».

Mário Costa revelou que fazem parte dos planos da Immochan a curto prazo investir nos ativos que a empresa já detém e eventualmente fazer algumas aquisições: «para alargar o nosso portfólio faz sentido ceder uma parte do capital para continuarmos a desenvolver a nossa atividade».  

Exemplo disso foi a alienação de 50% do Alegro de Setúbal ao Alaska Permanent Fund, uma das mais recentes novidades da Immochan. A empresa pretende aplicar este capital noutros projetos, «na continuação da nossa estratégia de desenvolvimento em Portugal, nos sítios onde já estamos e para investir excepcionalmente onde ainda não estamos», caso da parceria com o The Edge Group. Para já, não está previsto nenhum outro negócio semelhante com outro centro do grupo.

«Neste momento, temos projetos nos quais vamos avançar em parceria com outros investidores, onde parte do capital é nosso e outra parte dos investidores, podemos também investir num ativo que já exista, de outra entidade, no qual investimos e desenvolvemos uma expansão, tornando-nos nós proprietários de parte do capital. O que faz sentido é pegar bons sítios existentes em Portugal, renovar, ampliar e reforçar», explica o responsável. 

Para Mário Costa, vale a pena «investir em cidades que tenham uma dimensão de população suficiente para um centro comercial com dimensão suficiente, ou seja, onde as marcas nacionais e internacionais tenham interessem em estar».

Atualmente, a Immochan está também apostada na renovação da galeria comercial do Jumbo de Famalicão: «a ideia é ir fazendo ampliações até se transformar num Alegro. Este ano, vamos aqui aplicar 5 milhões de euros, e há ainda capacidade para continuar esta evolução».

Alegro superou os 8 milhões de visitas

O único centro comercial que abriu de raiz em Portugal nos últimos anos e a unidade mais recente da Immochan, o Alegro de Setúbal, tem sido um caso de sucesso. No fecho de 2015 conseguiu alcançar a meta dos 8 milhões de visitantes, e «este ano queremos ser mais ambiciosos e captar mais clientes e de mais longe», diz Mário Costa. «Conseguimos uma faturação global de 53 milhões de euros, que está dentro do que era esperado, e queremos agora alargar a nossa área de influência para Sul. Em zonas como Sines, Beja ou Évora não existe esta oferca comercial, e queremos dar a conhecer a essa população o que se passa em Setúbal». E o responsável explica que a divulgação não passa só por publicitar a parte comercial, «mas também o que se passa em termos de lazer, desporto, etc».

No início do mês, o centro abriu o seu último espaço, a nova clínica Affineo, que fecha os 100% de ocupação, com todas as lojas abertas.

«O nosso foco principal foco são os portugueses, mas Setúbal começa a ter muito turismo, essencialmente espanhol e francês. Atualmente temos uma parceria com Tróia neste sentido, para divulgação do centro e dos espectáculos que fazemos nos meses de verão. O turismo já tem um peso significativo e crescente em Setúbal, e nós também temos muitos clientes, principalmente espanhóis».

Este ano, Setúbal será Capital Europeia do Desporto, e como tal o Alegro Setúbal associou-se com a Câmara Municipal «para que grande parte das atividades passem pelo Alegro Setúbal. Vai ser um ano cheio de atividades ligadas ao desporto».

Allegro Setúbal novamente finalista dos prémios ISCS

Depois de já ter arrecadado 6 prémios nas áreas do marketing ou design, o Alegro Setúbal está novamente entre os finalistas de mais um prémio de renome, desta feita dos European Shopping Centre Awards, organizados pelo ICSC.

O shopping português está nomeado na categoria de “Refurbishements/Expansion”. Os vencedores do prémio serão conhecidos em abril no congresso do ICSC.

Para Mário Costa, «é bom termos um projeto que reúne tantos prémios tão diferentes uns dos outros. Estamos muito felizes com este reconhecimento internacional».