DWS investe €10M na renovação do Alameda Shop & Spot

Ana Tavares |
DWS investe €10M na renovação do Alameda Shop & Spot

Este processo foi levado a cabo pela CBRE, e envolveu uma nova marca, intervenção em todas as zonas estratégicas do centro e criação de um novo conceito de zona de restauração. Aposta numa nova iluminação, novos espaços comuns e WC são alguns exemplos de mudanças, bem como o novo conceito Páteo, estendido à área de cafetaria sob o formato de Winter Garden. A ideia base é corresponder melhor às exigências atuais do consumidor.

O processo de renovação foi também acompanhado por uma estratégia de atualização do mix comercial do centro, que contou com cerca de 65 operações. Foram fechados contratos com 17 novas marcas, entre as quais a H&M, Mc Donald’s, Fitness Hut ou Pré-Natal, e 47 lojas renovaram a sua imagem, localização ou expandiram a sua área, como é o caso do hipermercado Continente e da abertura do Deborla.

No ano passado, o footfall do Alameda Shop & Spot cresceu cerca de 10%, enquanto que a taxa de ocupação do centro cresceu para os 95%. O Páteo, nova zona de restauração do centro, registou uma subida de 30% nas vendas.

Carlos Manubens, asset manager da DWS Investments, comenta que «num mercado maduro e exigente como é o do Porto, foi decisivo investir num centro icónico como é o Alameda Shop&Spot. Hoje é um centro que apresenta coerência na sua oferta, no seu ambiente e nos seus espaços, estando alinhado com as tendências de consumo Portugal que, aliás, continua a ser um mercado estratégico e com grande potencial no que se refere a centros comerciais».

O responsável assegura que «vamos continuar neste caminho e na procura permanente de oportunidades de investimento em Portugal, com um foco principal no nosso core: escritórios, logística e, claro, os nossos centros comerciais».

Por seu turno, Carlos Récio, diretor de Agência de Retalho da CBRE, nota que «a performance do Alameda Shop & Spot em 2018 – e mesmo já em 2019 - em tudo indica que esta ampla operação de refurbishment e de renovação do mix comercial começa a dar os seus primeiros frutos e foi uma aposta certeira tendo em conta o perfil do seu consumidor. Agora é potenciar o centro num todo, e em breve esperam-se ainda mais novidades».