ACP quer incluir lojas históricas nos mapas turísticos do Porto

Fernanda Cerqueira |
ACP quer incluir lojas históricas nos mapas turísticos do Porto

«As lojas históricas vão estar identificadas e isso irá permitir-lhes proteger o seu património material e imaterial», bem como «aumentar a sua notoriedade, permitir a sua entrada no mapa do turismo, tornando-se mais um motivo de atração para o Porto e para o Norte», explicou o presidente da Associação de Comerciantes do Porto (ACP), Nuno Camilo.

Em funcionamento está, desde 2016, um grupo de trabalho que integra entidades e pessoas de diferentes áreas e que tem em mãos a avaliação de cerca de 100 lojas portuenses. Em aferição estão as características destes espaços comerciais, perceber se são passíveis de serem enquadradas na categoria de loja histórica.

«O Porto tem lojas com algumas particularidades, tendo essas de ser muito avaliadas com base em alguns critérios que, por vezes, têm de ser mais abrangentes do que se possa imaginar», referiu Nuno Camilo. Entre os critérios de avaliação estão características como a antiguidade, produto em extinção, a existência ou não de oficinas no local ou significado para a história comercial da cidade.