Leica aposta na reabilitação do centro do Porto

Ana Tavares |
Leica aposta na reabilitação do centro do Porto

Em causa está o número 48 a 52 da Rua de Sá da Bandeira, um edifício de 3 pisos e um piso recuado na cobertura, que está atualmente a ser alvo de obras de reabilitação integral, a cabo da Garcia, Garcia, para se transformar num projeto residencial de luxo, com componente comercial.

As frações habitacionais vão surgir nos pisos superiores do edifício, nomeadamente de tipologia T3 e com 145m², com comercialização a cargo da Predibisa.

Neste edifício já está instalada desde 1 de dezembro a loja da Leica, a primeira da Península Ibérica, e a galeria comercial também já está aberta ao público, sendo que a área comercial preserva os aspetos mais emblemáticos do antigo café Excelsior, que aqui funcionava.

João Leite Castro, responsável da Predibisa por este projeto, nota que «este negócio revelou-se muito importante ao contribuir para o dinamismo do centro do Porto, não só pelo facto da Leica ser uma flagship store, mas também pelo cuidado que os investidores tiveram na reabilitação do edifício como um todo, contrariando o cenário tradicional dos edifícios envolventes: manutenção da área comercial, mas abandono dos pisos superiores». Acredita que «este conceito associado ao aluguer de apartamentos de longa duração permitirá também a fixação de famílias na Baixa», explica este responsável. 

«Para a Garcia, Garcia é extremamente gratificante voltar a colaborar com a Leica, sobretudo pelo grau de especialização que tanto a fábrica, como a reabilitação deste edifício histórico nos exigiram», nota Carlos Garcia, administrador da construtora. Explica que «foram vários os desafios que nos foram impostos neste projeto, a começar pelo reduzido tempo de execução, de apenas sete meses, em função da necessidade imperativa de cumprir com a data de inauguração a 1 de dezembro». Em relação à área de habitação, refere que «os pisos superiores e a cobertura do edifício encontravam-se em avançado estado de degradação, implicando uma reabilitação integral dos espaços».