Sonangol quer vender ativos imobiliários em Lisboa e Setúbal

Ana Tavares |
Sonangol quer vender ativos imobiliários em Lisboa e Setúbal

A informação foi dada pelo grupo em comunicado divulgado nos últimos dias, em Luanda. Segundo o documento, um dos edifícios situa-se nos números 5 a 7 da Avenida da República, em Lisboa, adquirido por 38,5 milhões de euros em 2009, ainda inacabado. O conjunto inclui também o antigo Convento de Brancanes, em Setúbal, à venda através da subsidiária Diraniprojects III – Projectos Imobiliários.

Segundo a Macauhub, o processo de venda está a ser conduzido pela Puaça – Administração e Gestão, sociedade portuguesa detida na totalidade pela Sonangol, responsável pela gestão destes imóveis.

A decisão de venda destes ativos enquadra-se na estratégia de desinvestimento em ativos não estratégicos do grupo. Além destes três imóveis, está também em venda a Quinta do Lazareto do Porto Brandão, em Almada. Em 2018, a Sonangol vendeu o Convento das Mónicas.

Os interessados deverão enviar as suas propostas em carta fechada à Puaça até ao dia 10 de setembro. Segundo o Idealista, o contrato de promessa de compra e venda deverá ser assinado até 15 de setembro, e a escritura definitiva até dia 31 de dezembro.

 

 

 

Foto: Económico