SIGI: Portugal “junta-se aos mercados mais importantes da Europa”

Ana Tavares |
SIGI: Portugal “junta-se aos mercados mais importantes da Europa”

O evento traz a Portugal os principais investidores imobiliários de escala global, reunindo operadores de 16 países a 26 e 27 de setembro. Acontece numa altura em que entram em vigor as primeiras alterações às recém-constituídas SIGI e em que as projeções apontam para um ano de investimento imobiliário direto novamente próximo dos 3.000 milhões de euros transacionados.

Neste contexto, as oportunidades geradas para o mercado nacional com a introdução deste veículo alternativo de investimento vão motivar um debate central no evento, com a presença de Dominique Moerenhout, CEO da EPRA, associação que representa os REITs a nível europeu, que se admite «muito expectante pela participação no Portugal Real Estate Summit, no sentido de percebermos quais as expetativas dos players locais após a introdução do regime das SIGI e ver que mais ajuda podemos dar para atrair investidores e promover ainda mais o mercado Ibérico».

Este responsável considera que «a introdução dos REITs é um passo muito revelante para Portugal e irá beneficiar o mercado quer a nível ibérico quer a nível europeu, numa perspetiva de médio e longo prazo». Acredita que com este passo, «Portugal junta-se agora aos mercados mais importantes da Europa», o que demostra que os «reguladores percebem que o imobiliário cotado pode ter um papel muito benéfico na captação de capital estrangeiro e na recuperação económica».

Moerenhout lembra que «quando Espanha alterou o seu regime de REIT em 2013, a capitalização total de mercado do setor imobiliário cotado espanhol multiplicou-se por dez no ano seguinte, sendo uma fatia substancial desse investimento capital de origem estrangeira. A Irlanda e a Itália também tiveram um crescimento impressionante na sequência de legislações de REITs bem-sucedidas. Com isto em mente, parece não haver razão para duvidar que Portugal terá efeitos benéficos semelhantes».

Relativamente à concorrência com o mercado espanhol, Dominique Moerenhout defende que um novo regime em Portugal não tem de competir pelos mesmos recursos: «até agora, novos regimes em países vizinhos não estão a encolher o bolo, mas sim o contrário: os novos regimes de REITs em territórios próximos atraem ainda mais investimento, desde que sejam criados com estruturas atrativas e internacionalmente aceites».

A mesa redonda de debate dedicada às SIGI terá lugar no primeiro dia de conferência, entra as 15h45 e as 16h30, com moderação de Roger Cooke, Chairman da Conferência e um dos mais reputados profissionais do setor imobiliário a nível europeu. Além do CEO da EPRA, este painel conta com as participações de Filipa Franco, Listing Director da Euronext Lisbon; Alexandre Fernandes, Diretor de Asset Management Europe da Sonae Sierra; David Brush, CIO da Merlin Properties; e Miguel Ferre, Vice-Presidente do Global Corporation Center do IE- Instituto de Empresa e um dos impulsionadores da criação do regime de REITs em Espanha.

Consulte a agenda completa do evento aqui.