Habitação

Preços das casas subiram 10,5% no primeiro trimestre

Ana Tavares |
Preços das casas subiram 10,5% no primeiro trimestre

Segundo o INE, no período analisado o preço mediano da habitação manteve-se acima do valor nacional nas regiões do Algarve (1.668 euros/m²), Área Metropolitana de Lisboa (1.515 euros/m²), Região Autónoma da Madeira (1.250 euros/m²) e a Área Metropolitana do Porto (1.136euros/m²). Foram 19 os municípios que registaram preços da habitação superiores a 1.500 euros/m².

Lisboa continua a ser o município com casas mais caras, com uma mediana de 3.333 euros/m². Destaque também pata os 2.681 euros/m² de Cascais, 2.257 euros/m² em Oeiras, 2.221 euros/m² em Loulé, 1.967 euros/m² em Lagos, 1.939 euros/m² em Albufeira ou 1.837 euros/m² no Porto.

Neste trimestre, o preço mediano de alojamentos novos fixou-se nos 1.209 euros/m², e no caso dos alojamentos existentes o valor foi de 1.102 euros/m².

Área Metropolitana de Lisboa, Algarve, Madeira e Porto registam preços medianos de alojamentos novos acima da média nacional, variando entre os 1.336 euros no Porto e os 1.950 em Lisboa. As mesmas regiões superaram a média nacional no que toca aos fogos usados, entre os 1.111 euros no Porto e os 1.627 no Algarve, que regista o maior preço mediano de alojamentos existentes do país.

A Área Metropolitana de Lisboa foi a sub-região do país com maior amplitude de preços entre municípios, com 2.513 euros/m². O menor foi registado na Moita, com 820 euros/m², e o maior em Lisboa.

 

Gaia regista o maior crescimento, acima de 20%

No trimestre em análise, a cidade de Vila Nova de Gaia destacou-se registando o maior crescimento face ao período homólogo, de 20,1%.

Todas as cidades com mais de 100.000 habitantes registaram subidas dos preços medianos. Destaque também para a Amadora, com uma subida de 19,9% (1.563 euros/m²) e Braga, com 16,6% (971 euros/m², a única cidade com mais de 100.000 habitantes com valor inferior à média nacional). O Porto registou uma subida de 11,4% (1.873 euros/m²), Coimbra de 10,5% (1.336 euros/m²) e Lisboa 7,1% (3.333 euros/m²).