Escritórios

Escritórios do Porto iniciam o ano em quebra, mas previsões para 2022 são otimistas

Fernanda Cerqueira |
Escritórios do Porto iniciam o ano em quebra, mas previsões para 2022 são otimistas

No total, foram registadas seis operações, com a maior operação de aproximadamente 1.000 m² a ser registada por uma empresa de Recursos Humanos na denominada Zona de Expansão do Mercado de Escritórios do Porto.

Em 2021, o mercado de escritórios do Porto fechou o ano com um crescimento de 5% comparativamente ao ano 2020. Uma subida que ainda carece de alguma sustentação, com o mês de janeiro a revelar novas quebras na ordem dos 60% e 40% face aos mesmos períodos dos anos 2021 e 2020” nota, em comunicado, Alexandra Portugal Gomes, Head of Research da Savills Portugal.

Contudo, apesar do mercado de escritórios do Porto ter arrancado o ano de 2022 em quebra, as previsões mantêm-se positivas. "A expansão de atividade de setores ligadas ao universo da saúde, aos setores logísticos e energéticos deverão alimentar uma procura mais dinâmica.", sublinha.

A Zona CBD Boavista figura no topo das preferências dos ocupantes neste primeiro mês de janeiro, com um total de 1.082 m² de espaços ocupados, direcionados para áreas abaixo dos 400 m² .

Mercer Portugal e TD Techdata são duas das empresas que elegeram esta zona central para localizarem e expandirem a sua atividade.