Porto e Lisboa deixam cair isenção de IMI e IMT nos imóveis turísticos

Ana Tavares |
Porto e Lisboa deixam cair isenção de IMI e IMT nos imóveis turísticos

 

Desde o ano passado que as isenções destes impostos para os prédios de utilidade turística deixaram de ser automáticas, e passaram a depender da decisão de cada município.

Fonte oficial da Câmara Municipal de Lisboa explicou ao Expresso que não vai renovar nenhum destes dois benefícios fiscais. E a Câmara Municipal do Porto já explicou também que «aprovou (para 2019) um regulamento de benefícios fiscais que não prevê a isenção de IMT e de IMI aos prédios de utilidade turística», e que vai direcionar eventuais benefícios para o mercado de arrendamento.