Visto Gold

Vistos Gold atraem investimento de €33M em janeiro

Ana Tavares |
Vistos Gold atraem investimento de €33M em janeiro

Em janeiro, o investimento captado através da concessão de Autorizações de Residência para Investimento, os chamados Vistos Gold, somou os 33 milhões de euros, uma descida homóloga de 26,6% face aos 45 milhões investidos em janeiro de 2020. As contas da Lusa, com base nos números do SEF, apontam também para uma subida de 19% face a dezembro, quando foram investidos 27 milhões de euros.

No mês passado, foram atribuídos 55 vistos, 52 dos quais mediante a aquisição de bens imóveis, 9 dos quais para reabilitação. O investimento imobiliário somou, assim, os 32 milhões de euros.

Destes 55 vistos, 27 foram atribuídos a cidadãos da China, 5 a brasileiros, 4 a russos, 3 a americanos e outros 3 a filipinos.

Lançado em outubro de 2012, o programa de Vistos Gold soma um investimento acumulado de 5.672 milhões de euros, 5.130 dos quais aplicados na compra de bens imóveis.

A partir de janeiro do próximo ano, deixará de ser possível comprar imobiliário (habitação) nas regiões litorais do país para obtenção de ARIs, conforme esclarece o Decreto-Lei n.º 14/2021, de 12 de fevereiro.