Visto Gold

Vistos Gold atraem €48M em janeiro, mais 45% que no ano passado

Ana Tavares |
Vistos Gold atraem €48M em janeiro, mais 45% que no ano passado

Já entraram em vigor as novas restrições à concessão de Vistos Gold, mas o primeiro mês do ano mostrou-se dinâmico, com um volume de investimento acima do janeiro pré-pandemia. Foram investidos 48 milhões de euros através da concessão de 94 ARIs, mais 45% que em janeiro de 2021, e mais 6% que em janeiro de 2020.

De acordo com os números do SEF, este valor é também 14% superior ao registado em dezembro, o que pode ainda refletir os processos que entraram em vigor no final do ano.

Foram atribuídos 75 vistos através da compra de imobiliário, num investimento de 38,7 milhões de euros, acima dos 32 milhões de janeiro de 2021 e dos 35,6 milhões de dezembro passado, mas abaixo dos 39,5 milhões do janeiro pré-pandemia de 2020.

Só por via de aquisição de imóveis (habitação ou reabilitação) foram atribuídos 41 vistos em Lisboa, além de 10 no Porto ou 5 em Évora, distribuindo-se as restantes por várias zonas do país, cita o DN.

Em janeiro, 19 vistos foram atribuídos a cidadãos chineses, que investiram mais de 9,4 milhões de euros, seguidos dos 17 vistos para cidadãos dos EUA, com 8,9 milhões investidos, 8 para indianos (3,9 milhões de euros), ou 7 para russos (4 milhões de euros), além dos 6 atribuídos a brasileiros, que investiram 5,6 milhões de euros.