CML adjudica concessão de Renda Acessível da Rua Gomes Freire por €13M

Ana Tavares |
CML adjudica concessão de Renda Acessível da Rua Gomes Freire por €13M

 

O projeto vai custar 13,2 milhões de euros, a somar aos 16,6 milhões de euros de património municipal cedido, correspondente a 2.296 m² de superfície de pavimento.

Esta concessão prevê a criação de 91 novas habitações na zona d arroios, de tipologias T2 (27), T3 (34) e T4 (7). 68 destes fogos serão de renda acessível, e os restantes de venda livre. O projeto vai incluir a construção de uma creche e jardim público.

Segundo a informação da autarquia, no caso deste projeto, um T2 terá uma renda entre os 300 e os 400 euros por mês. Um T3 poderá custar 450 euros mensais, e um T4 entre 450 a 650 euros.

O prazo para iniciar a exploração dos imóveis é de dois anos, incluindo projeto e construção.

 

Avançam concursos do Lumiar, Belém, Parque das Nações e Vale de Santo António

Entretanto, a autarquia aprovou novos concursos para a concessão das operações Renda Acessível de Belém, Lumiar e Parque das Nações, e do Vale de Santo António, num total de 443 novas habitações.

Deste número, 267 serão comercializadas em regime de renda acessível, 69% das mesmas de tipologia T2 ou superior.

No caso do projeto de Belém, Lumiar e Parque das Nações, o investimento dos concessionários será de 40,9 milhões de euros, a somar aos 20,55 milhões de património público. O projeto do Vale de Santo António terá um investimento de 9 milhões de euros, com 4,3 milhões de euros de património cedido.