Arrow lança fundo para investir em malparado

Susana Correia |
Arrow lança fundo para investir em malparado

Participado por alguns dos maiores investidores mundiais, o novo fundo da Arrow (que é também co investidor, com uma participação de 24.9%) arranca com uma dotação inicial de 838 milhões de euros, mas o objetivo é ascenda a 2.000 milhões de euros no final do próximo ano.

Portugal, onde detém a servicer Whitestar e a gestora de fundos Norfin, poderá ser um dos mercados alvo deste novo fundo, que terá uma duração de oito anos. Até porque, recorde-se, o mercado nacional de crédito malparado tem registado um forte dinamismo nos últimos meses, fruto do esforço levado a cabo pelos principais bancos para reduzir a exposição das suas carteiras a estes ativos problemáticos – que é, refira-se, uma imposição do regulador europeu.

Os últimos dados disponíveis dão conta de que a banca portuguesa já vendeu 5.000 milhões de euros em crédito malparado só este ano, aos quais se somam outros 800 milhões de euros em operações em curso. Entre negócios mais emblemáticos de 2019, destaque para a venda da carteira Nata 2 pelo Novo Banco, um portfólio avaliado em cerca de 1.300 milhões de euros.

Segundo avançou o Banco de Portugal, no final do 3º trimestre o sistema bancário financeiro ainda somava mais de 20.000 milhões de euros em crédito em incumprimento, pelo que mais negócios são esperados no curto e médio prazo.

Em comunicado, o presidente executivo da Arrow Global, Lee Rochford, explica que a criação do novo veículo «representa a finalização desta primeira fase da estratégia do grupo, iniciando uma segunda fase, que passa por reforçar a relação com investidores, fazendo, simultaneamente, crescer os ativos que temos sob gestão».

 

Foto: © Raten-Kauf por Pixabay