AICCOPN pede debate sobre o investimento público

Ana Tavares |
AICCOPN pede debate sobre o investimento público

«É fundamental que, no âmbito do processo eleitoral que se esta a iniciar, o debate político dê prioridade ao Investimento público e permita identificar os compromissos que cada partido assume, no sentido de concretizar os projetos», refere a associação em comunicado.

O presidente, Manuel Reis Campos, recorda que «esta última legislatura demonstrou, uma vez mais, que Portugal continua a apresentar uma crónica incapacidade para planear o investimento e, consequentemente, para cumprir uma calendarização adequada», até porque o Programa Nacional de Investimentos 2030 não foi aprovado. «Apesar de praticamente todos os intervenientes políticos colocarem o reforço do investimento público no topo das prioridades estratégicas, o melhor que este parlamento conseguiu produzir foi uma recomendação que se limita a sugerir ao próximo Governo que tenha em consideração as propostas de um relatório que identifica algumas das obras que são apontadas como necessárias para o país».

O alargamento da reabilitação urbana a todo o território, criação de condições para o aumento da oferta de habitação e identificação e calendarização dos projetos de investimento proprietários «são matérias têm de estar em debate permanente nesta campanha para as legislativas», defende Reis Campos.

A aposta no investimento público é essencial para a confiança do setor, acredita a AICCIPN, num contexto de falta de mão-de-obra qualificada e concorrência desleal e externa. Além disso, a Comissão Europeia já alertou para o facto de Portugal ser, juntamente com Itália e Espanha, um dos países com menor investimento público na Europa.