Páscoa dá novo boost à hotelaria em abril

Ana Tavares |
Páscoa dá novo boost à hotelaria em abril

Cristina Siza Vieira, da AHP, comenta que «mais uma vez os resultados demonstram que a Páscoa é um grande balão de oxigénio para a hotelaria nacional. Este mês foi o melhor de 2019 em todos os indicadores e pela primeira vez desde há um ano temos uma taxa de ocupação sem quebras, embora sem crescimento». E salienta «o grande impacto que os destinos a sul (Costa Azul, Alentejo e Algarve) tiveram nos resultados deste mês de abril e o Minho, que foi o campeão da subida em todos os indicadores».

Esta ferramenta de recolha de dados da hotelaria mostra que em abril o ARR e o RevPar registaram ambos um crescimento de 6%, enquanto que a taxa de ocupação se manteve estável nos 71%, semelhante a igual mês do ano passado. As unidades de 5 estrelas registaram uma subida de 4% na ocupação, enquanto que as de 4 e 2 estrelas registaram uma variação negativa.

A AHP destaca também que os destinos com a ocupação mais elevada em abril foram Lisboa, com 85%, o Grande Porto, com 77%, e a Madeira, com 76%.

Neste mês, o ARR subiu para os 93 euros, subindo 20% no Algarve e no Oeste e 14% no Minho. Já o RevPar atingiu os 67 euros, com Lisboa, com 103 euros, o Grande Porto, com 73 euros, e o Estoril/Sintra, com 67 euros, a liderar a nível regional.