AL pode render mais de €10M em Lisboa com a Web Summit

Ana Tavares |
AL pode render mais de €10M em Lisboa com a Web Summit

Num índice recentemente divulgado, baseado na análise do universo de unidades de AL ativos disponíveis para aluguer com anúncios na Airbnb e Homeaway e os valores praticados este ano, a empresa especializada em alojamento local revela que algumas zonas de Lisboa registam subidas nos preços de 1 a 7 de novembro, em particular o Parque das Nações, junto ao certame, onde os preços sobem em média 46,1% face aos valores de uma semana média em novembro.

Outros destaques vão para as zonas do Bairro Alto (14,5%), Mouraria (12,7%) e Campo de Ourique (13,2%) integram a lista com o maior aumento potencial nos preços médios por dia em unidades de Alojamento Local. Dentro dessas zonas, o Índice da GuestReady destaca as áreas do Socorro e de Santo Condestável como as que registam a maior subida dos preços médios diários para a semana da Web Summit, respectivamente 18,7% (82 euros) e 17% (72 euros).

Vanessa Vizinha, diretora geral da GuestReady para o mercado português, explica que «a realização da Web Summit é uma excelente oportunidade para mostrar a importância que o Alojamento Local pode ter para uma cidade, já que permite lidar com picos de visitantes sem criar grandes desequilíbrios de mercado na oferta de locais para pernoitar».

No ano passado, durante a Web Summit registou-se um aumento significativo dos preços diários no AL em Lisboa. De acordo com os dados recolhidos e analisados pela GuestReady, só os proprietários do Parque das Nações registaram ganhos superiores em 400 euros face a uma semana normal, uma diferença de 109% face à média semanal de novembro.