Venda de casas na União Europeia caiu em 2023

Venda de casas na União Europeia caiu em 2023
Fotografia de Freepik.

A venda de casas na União Europeia (UE) caiu em 2023 face ao ano anterior em 13 dos 16 Estados-membros para os quais há dados disponíveis, avançou esta terça-feira o Eurostat. No que toca à Portugal, o país registou no ano passado uma queda de 19,8% na venda de casas.

No ano transato, os maiores recuos no número de vendas de casas foram registadas no Luxemburgo (-43,3%), na Áustria (-26,4%), na Hungria e na Finlândia (cada uma -24,5%). Já os maiores aumentos verificaram-se no Chipre (+31,0%), na Polónia (+3,9%) e na Irlanda (+0,6%).

Segundo os dados do organismo de estatística europeu, no ano anterior, em 2022, 10 dos 16 países abrangidos registaram quedas no número de vendas. A maior diminuição ocorrereu na Dinamarca (-24,8%), ao passo que a maior subida no Chipre (+27,4%).

Em 2020, o mercado imobiliário foi fortemente impactado pela eclosão da pandemia de COVID-19, lembra o Eurostat. As medidas de confinamento resultaram numa queda generalizada das transações de habitação, com apenas 4 dos 16 países da União Europeia, para os quais há dados disponíveis, a registarem aumentos nas vendas. Já em 2021, o cenário mudou, com 14 países da União Europeia a registarem um aumento nas vendas de casas.