Subida dos preços das casas desacelera para 8,5%

Ana Tavares |
Subida dos preços das casas desacelera para 8,5%

 

Esta foi, segundo os últimos dados do Eurostat, o quarto maior abrandamento dos preços entre os países da União Europeia, onde a média de crescimento se manteve nos 4,3%. Em Portugal, os preços das casas desaceleram há dois trimestres consecutivos, mas continuam acima das variações do conjunto dos Estados-membros.

É na Hungria que os preços estão a abrandar mais. Depois de uma subida de 10,6% no 2º trimestre do ano, a variação foi de 7% no trimestre seguinte. Seguem-se a Irlanda e a Estónia e, depois, Portugal.

As maiores subidas foram protagonizadas pela Eslovénia (15,1%), Holanda (10,2%) e Irlanda (9,1%). Apenas a Suécia e Itália registaram quebras de 2,1% e 0,8%, respetivamente.

Na comparação trimestral, os preços das casas cresceram 1,6% na Zona Euro e 1,5% na União Europeia.