Subida dos preços das casas é ainda uma correção, diz Bruxelas

Ana Tavares |
Subida dos preços das casas é ainda uma correção, diz Bruxelas

 

No relatório da 8ª avaliação pós-programa a Portugal, publicado esta semana, os técnicos analisam a recente evolução do imobiliário no país, nomeadamente a subida dos preços, o aumento do número de transações e dos valores totais envolvidos, tendências «principalmente provocadas pelo explosivo sector turístico e pela entrada de capitais estrangeiros, principalmente nas cidades de Lisboa e Porto», cita o Público. E reconhece que as subidas dos preços têm «impacto na capacidade de acesso a habitação em particular para as famílias de baixos rendimentos».

Para Bruxelas, não há sinais de uma bolha especulativa pronta a rebentar, até porque o volume total de empréstimos para compra de casa continua a descer. Mas defende que «as dinâmicas nos preços das casas exigem uma monitorização apertada, uma vez que uma potencial correção dos preços teria ainda assim um efeito de valorização negativo nos balanços dos bancos».

E antecipa que 2018 será o 3º ano consecutivo em que os preços das casas em Portugal crescerão mais de 6%. Só a partir do próximo ano se deverá sentir um abrandamento, explicado com a recuperação do setor da construção.