Quartel do Monte Pedral dá origem a projeto de renda acessível (atual.)

Ana Tavares |
Quartel do Monte Pedral dá origem a projeto de renda acessível (atual.)

 

Este quartel está sem utilização pelas Forças Armadas, pelo que a câmara já tinha pedido a sua devolução. Em novembro passado, foi aprovada em Assembleia Municipal uma moção em que se instava o Governo a devolver o espaço até ao final do ano, documento no qual era referido que o projeto pretendido poderia ter até 400 habitações a preços acessíveis.

O projeto esta quinta-feira apresentado pelo autarca, Rui Moreira, pressupõe a construção de um empreendimento de habitação com arrendamento acessível e uma residência universitária com «mais de 100 quartos». Segundo a Lusa, faltará definir ainda o modelo de concurso e financiamento privado, e área que será afetada a privados.

Na apresentação do projeto à imprensa, Rui Moreira explicou que o projeto permitirá atrair «1.000 novos habitantes» à zona, num investimento em torno dos 50 milhões de euros, equivalente ao «potencial do terreno».

Na mesma ocasião, o edil referiu que a autarquia tem em preparação um programa global de habitação que terá, numa primeira fase, até 1.400 fogos para a classe média.

O DN recorda que este espaço tinha sido cedido ao Ministério da Guerra no início do século XX, nomeadamente duas parcelas entre as duas da Constituição e Serpa Pinto. Tem uma área total de 25.000 metros quadrados.

 

 

 

 

 

Atualização: 17h55