Localização pode fazer rendas disparar 40%

Ana Tavares |
Localização pode fazer rendas disparar 40%

Esta tendência pode ser evidente especialmente em zonas próximas das faculdades, como a zona de Entrecampos, Alameda, Arroios e Campolide, em Lisboa, e Paranhos e Boavista no Porto. Este estudo sobre os vários fatores a ter em conta na hora de um proprietário definir um valor pelo qual arrendar a sua propriedade nota também que a proximidade de transportes públicos, nomeadamente do Metro, também é determinante no cálculo do valor a pedir aos estudantes.

Em Lisboa, as freguesias do Beato, Campolide e Marvila têm as maiores rentabilidades, com taxas de retorno anual brutas de 4,53%, 4,14% e 4,42%, respetivamente. O preço médio por quarto ronda os 350 a 400 euros junto às estações de metro do eixo central de Lisboa (Cidade Universitária até à Avenida ou Rato), abrangendo também São Sebastião ou a Alameda, Alvalade e Laranjeiras. Os valores mais elevados praticam-se na zona história da cidade, entre os Restauradores, Martim Moniz, Cais do Sodré e Santa Apolónia, entre os 400 e os 450 euros. Junto ao Terreiro do Paço os valores podem mesmo ultrapassar os 450 euros por quarto.

Já no Porto, Campanhã e Paranhos são as freguesias com melhores retornos brutos de 4,59% e 4,60%, respetivamente. Na envolvente das estações de metro de Campanhã, São Bento e Mercado os preços dos quartos vão além dos 400 euros. No Campo 24 de Agosto ou nos Aliados as rendas de quarto rondam os 300 a 350 euros.

A área da propriedade, as acessibilidades do imóvel e o seu estado de conservação, a popularidade do bairro e serviços extra, como elevador, limpeza ou porteiro, também podem inflacionar os preços.