Custos de construção de habitação nova crescem 1,4%

Ana Tavares |
Custos de construção de habitação nova crescem 1,4%

 

Este crescimento representou, no entanto, uma desaceleração de 0,3% face à taxa homóloga registada no mês anterior. Segundo o INE, este resultado foi determinado pela redução de 0,7% da taxa de variação homóloga da componente Materiais, que se fixou em 0,4%. Já a Mão-de-Obra cresceu 0,1% para 2,2%.

Construir um apartamento ficou 1,4% mais caro face a janeiro do ano passado. As Moradias registaram uma taxa homóloga deste índice de 1,5%.

Por outro lado, o Índice de Preços de Manutenção e Reparação Regular da Habitação apresentou uma subida homóloga de 1,2% em janeiro, menos 0,1% que o registado em dezembro. A Área Metropolitana de Lisboa cresceu 2,4%, e o Centro 1,8%, as duas regiões que apresentaram taxas de variação homóloga superiores à taxa de 1,2% para o total do continente.

 

 

 

 

 

Foto: Público