Crédito à habitação em quebra há três meses consecutivos

Ana Tavares |
Crédito à habitação em quebra há três meses consecutivos

 

Segundo os números do Banco de Portugal, este é o terceiro mês consecutivo em que o valor dos novos empréstimos baixa na variação mensal, o que coincide com a entrada em vigor das novas recomendações do BdP, nota o Expresso. Por exemplo, as famílias podem gastar só até 50% do seu rendimento com empréstimos bancários.

Desde o início deste ano, já foram emprestados 7.293 milhões de euros em novos créditos à habitação, que comparam com os 5.951 milhões concedidos entre janeiro e setembro do ano passado.

No mês de setembro, a taxa de juro média dos novos contratos manteve-se inalterada face ao mês anterior nos 1,36%.