Construção de habitação nova 1,6% mais cara

Ana Tavares |
Construção de habitação nova 1,6% mais cara

 

Para esta taxa contribuiu o comportamento dos custos da mão-de-obra, que aumentaram 2,1% face ao mesmo mês do ano passado. Os custos dos materiais aumentaram apenas 0,8%.

O Índice de Preços de Manutenção e Reparação Regular da Habitação registou uma variação homóloga de 1,2% em setembro, menos 1,3% que a observada em agosto. Apenas o Alentejo e o Algarve registaram uma descida nestes custos, de -0,1% e -1%, respetivamente.

A região da Área Metropolitana de Lisboa registou a taxa de variação mais elevada do país no mês em análise, de 2,3%.