Cascais reforça oferta para estudantes com plano de €150M

Ana Tavares |
Cascais reforça oferta para estudantes com plano de €150M

Trata-se de um plano de 150 milhões de euros que pretende responder à falta de oferta deste tipo e à subida dos preços da habitação. A ideia é «desenvolver um plano municipal de habitação mais arrojado», dividindo «esforços entre o privado e o público», afirmou o autarca, Carlos Carreiras, em entrevista ao Eco. Parte desse plano está focado no alojamento estudantil.

Segundo o Eco, as 430 unidades de oferta pública serão resultado de um investimento de 18 milhões de euros e serão incluídos em novas residências universitárias a construir pela câmara, a funcionar já a partir do próximo ano letivo. Uma delas deverá ser construída no atual Mosteiro de Santa Maria do Mar, em Sassoeiros, e outras duas no Bairro dos Pescadores e no Bairro Marechal Carmona. Estas são as unidades que terão preços mais acessíveis, entre os 300 e os 450 euros.

 

1.300 fogos acessíveis e um investimento de 130 milhões

Este plano municipal de habitação prevê também a criação de cerca de 1.300 fogos de habitação acessível a construir pela autarquia, que se somam aos 2.600 fogos de habitação social já existentes no concelho. Vão somar um custo de 130 milhões de euros.

Carlos Carreiras diz que «temos consciência de que, quando tudo ficar concluído, o parque habitacional de Cascais será apenas 4%. E estamos conscientes de que não vamos resolver na íntegra todos os problemas, mas estamos a dar os primeiros passos de forma bastante arrojada».