APEMIP: são precisas 70 mil novas casas por ano em Lisboa e no Porto

Fernanda Cerqueira |
APEMIP: são precisas 70 mil novas casas por ano em Lisboa e no Porto

 

O licenciamento de novas casas está a crescer acima dos 20%, no entanto aquém das necessidades do mercado, considera a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária em Portugal (APEMIP). Em declarações ao Público, o presidente da APEMIP, Luís Lima, aponta a necessidade de aumentar a oferta de nova habitação, sobretudo nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto. Luís Lima defende que as câmaras das duas principais cidades do país terão de assumir um papel mais interventivo: «As câmaras de Lisboa e Porto têm bolsas de terrenos que deveriam ser vendida a um preço mais baixo, para fomentar a construção de casas destinadas a jovens e a famílias da classe média», sugere o presidente da APEMIP.