Trabalho flexível é decisivo na atração de talento

Ana Tavares |
Trabalho flexível é decisivo na atração de talento

Este novo estudo revela que as empresas que não têm uma política flexível de espaço de trabalho arriscam-se, cada vez mais, a perder talentos. 83% dos inquiridos preferem um emprego que possibilite trabalho flexível, e 28% valorizam a possibilidade de escolher o seu local de trabalho, ao invés de um aumento no subsídio de férias.

75% dos 15.000 entrevistados para este estudo, em 80 países distintos, acreditam que o trabalho flexível é um “novo normal”. Nos últimos 10 anos, 85% das empresas adotaram este tipo de políticas ou pretendem fazê-lo.

No entanto, 60% dos entrevistados identificam a mudança da cultura organizacional enquanto principal barreira para a implementação de uma política de espaço de trabalho flexível, especialmente dentro de empresas com uma abordagem de trabalho não flexível de longa data. 41% diz que o medo de como o trabalho flexível pode afetar a cultura global da empresa é o maior obstáculo.

Mark Dixon, CEO e fundador do IGW, comenta que «o que estamos a ver agora é que o trabalho flexível é considerado por muitos como a nova norma para qualquer negócio e contribuiu para a captação de novos talentos, já que metade dos inquiridos afirmam trabalhar fora do escritório principal por pelo menos metade da semana. Atualmente, empresas em todo o mundo estão a enfrentar vários desafios, incluindo a garantia de que os seus negócios são ágeis o suficiente para se adaptarem às mudanças. A nossa pesquisa mostra que as empresas que ainda não consideraram os benefícios financeiros e estratégicos do espaço de trabalho flexível precisam fazê-lo agora. Caso contrário, perderão terreno para a concorrência».

Por isso mesmo, cada vez mais empresas se adaptam para melhorar a retenção de talentos através da incorporação de trabalho flexível. Do ponto de vista dos colaboradores, 1/3 considera que o trabalho flexível é tão importante que o priorizaria ao invés de um cargo de maior prestígio, pela possibilidade que este dá de um maior equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.