Trabalhadores portugueses querem mais trabalho flexível

Ana Tavares |
Trabalhadores portugueses querem mais trabalho flexível

71% dos inquiridos portugueses neste estudo afirmam que gostariam de escolher o local de trabalho para desempenhar as suas funções pelo menos uma parte do tempo, e acreditam que a cultura de trabalho portuguesa é a principal barreira à implantação do trabalho flexível.

72% acreditam que o trabalho flexível ajudaria a atrair e a reter novos talentos nas empresas, e 60% defende que o trabalho flexível ajuda à criatividade, tornando as equipas mais produtivas.

O relatório mostra que 70% dos colaboradores não tem escritório em casa, e 69% tem dificuldade em trabalhar a partir de casa, devido às distrações familiares. 45% exercem as suas funções fora do escritório pelo menos uma vez por semana, usando os equipamentos necessários cedidos pela empresa.

Na hora de procurar um novo emprego, 72% dos portugueses inquiridos afirmaram que o ambiente de trabalho é o fator que mais pesa na decisão.