Ocupação de escritórios desce 58% em setembro

Ana Tavares |
Ocupação de escritórios desce 58% em setembro

 

Em setembro, as empresas ocuparam um total de 5.659 m² de escritórios em Lisboa, dos quais 68% situados no Corredor Oeste, que representou 70% da ocupação. a sua representatividade foi influenciada pela ocupação de 3.150 m² na Torre Zenith pela Mapfre, operação que corresponde a mais de metade do volume do mês.

De janeiro a setembro, esta foi a zona mais dinâmica da região, concentrando 30% dos 133.504 m², uma subida de 18% face ao acumulado homólogo de 2017.

Mariana Rosa, diretora de Office Agency da consultora, comenta que «esta zona tem-se revelado como a mais ativa, sobretudo porque conjuga dois fatores: concentra a maioria da área disponível na região de Lisboa, cerca de 45%, e oferece, ao mesmo tempo, rendas muito competitivas quando comparadas com outras zonas».

Em termos de procura, no mês em análise foram as empresas de Serviços Financeiros as mais dinâmicas (60% da ocupação mensal). No total do ano, contudo, é a área de TMTs & Utilities a que gera maior volume de ocupação (29%), seguida de muito perto pelo setor de “Serviços a Empresas” (25% do take up anual).

De registar, no acumulado do ano, a procura por áreas de maior dimensão, com a área média a totalizar os 845 m², mais 45% que a área média transacionada no ano passado.