Novo projeto de escritórios do Porto vai custar €60M

Ana Tavares |
Novo projeto de escritórios do Porto vai custar €60M

 

Da autoria do arquiteto Luís Pedro Silva, o projeto será constituído por um total de 3 edifícios, dois deles para escritórios (24.000 m²). O maior edifício terá 12.791 m², e o segundo 11.645 m². Um dos edifícios será a futura sede no Porto da Ageas Seguros, num acordo já assinado entre a Civilria e a seguradora.

O terceiro edifício será destinado a serviced apartments, num conceito de “build to rent”, que consiste na aquisição de frações do imóvel para arrendamento, num total de 176 apartamentos apoiados por receção ou lavandaria.

O ICON Offices terá também uma área ajardinada com um lago, num total de 8.000 m², com capacidade para a plantação e crescimento de árvores de grandes dimensões. O arquiteto explica que «é um projeto privado com eminente dimensão pública, radicada num generoso jardim de utilização coletiva que beneficiará não apenas os usuários dos novos edifícios como os moradores locais e cidadãos em geral».

Com a promoção deste novo empreendimento, serão também melhorados os acessos e as vias adjacentes, nomeadamente a partir da Rua Manuel Pinto de Azevedo ou da Travessa do Poeta e da Rua Direita de Francos.

Artur Varum, presidente da Civilria, comenta que «o projeto ICON será uma referência pela qualidade, pela sua arquitetura e porque fica localizado numa zona estratégica da freguesia de Ramalde, na Boavista e com acessos privilegiados à VCI, às entradas e saídas das autoestradas Norte/Sul». E acrescenta que «o ICON Offices e o ICON Apartments terão a mais-valia de permitir reconverter esta zona de Ramalde, contribuindo também para a revitalização da Zona Empresarial do Porto».

Este será um dos projetos apresentados pela Câmara Municipal do Porto no MIPIM 2019, que decorre de 12 a 15 de março.