Novas sedes da Ageas vão permitir “uma cultura única”

Ana Tavares |
Novas sedes da Ageas vão permitir “uma cultura única”

Desde 2017 que o grupo leva a cabo esta mudança interna. Agora, com a mudança para os novos edifícios, «as condições de trabalho físicas e tecnológicas serão iguais para os cerca de 1.300 Colaboradores do Grupo Ageas Portugal», refere a empresa em comunicado.

Em Lisboa, o grupo mudou-se para a Praça Príncipe Perfeito, no Parque das Nações, para um edifício de 17.400 m² distribuídos por 12 andares, com 500 lugares de estacionamento, posto de abastecimento para carros elétricos, cafetaria, restaurante ou esplanada.

Já no Porto, ocupa um edifício de 7.600 m² e 4 andares na rua das Cruzes e Travessa do Poeta, em Ramalde. Tem ainda 100 lugares de estacionamento além de posto de abastecimento para viaturas elétricas, cafetaria, restaurante ou esplanada.

As novas formas de trabalho estão incluídas no processo de mudança, e serão «igualmente sentidas e partilhadas, com a tecnologia e a evolução de mãos dadas e como mote de partida para a concretização de uma das escolhas do plano estratégico a três anos, o Connect 21 - ser uma organização única -, que veste a camisola colorida da marca e concretiza a visão do Grupo Ageas Portugal, enquanto local de trabalho de referência, tendo como embaixadores os seus Colaboradores», pode ler-se em comunicado.

Os novos edifícios pretendem ser uma comunidade de trabalho e não só um escritório, um local «onde se pode estar, alimentar novas ideias e construir o futuro da empresa».

«Com esta mudança, o Grupo Ageas Portugal irá acelerar a adaptação à era digital, através de um ambiente de trabalho mais colaborativo e, sobretudo, com a flexibilidade necessária para responder às novas exigências de negócio», completa a empresa.