Vendas do retalho quebram 2,3% em outubro

Ana Tavares |
Vendas do retalho quebram 2,3% em outubro

 

De acordo com o INE, o facto de outubro ter sido anormalmente quente teve um impacto negativo para os comerciantes de vestuário, diminuindo a procura de artigos de inverno.

Contudo, o mês foi também negativo a nível europeu. Na Zona Euro, a quebra foi de 1,1% face ao mês anterior, segundo os números agora divulgados pelo Eurostat. É a maior quebra das vendas desde dezembro de 2013. Luxemburgo teve a maior descida, de 5,3%, seguida por Portugal e pela Áustria, com 1,9%.

Todos os setores registaram quebras, mas o têxtil e vestuário destaca-se por uma descida de 3,1%, o que poderá também estar relacionado com as temperaturas.  

Por outro lado, na comparação homóloga, o volume das vendas a retalho subiu ligeiramente, 0,4% na Zona Euro e 0,9% no conjunto dos 28.