Valor médio de avaliação bancária em máximos de 6 anos

Ana Tavares |
Valor médio de avaliação bancária em máximos de 6 anos

Este é o valor mais alto registado desde julho de 2011, pouco depois da chegada da troika a Portugal. Desde abril de 2015, a subida é já de 9,3%.

Segundo os números do INE, esta evolução explica-se sobretudo com a subida do valor de avaliação bancária dos apartamentos, que cresceram 0,6% depois de uma performance mensal de 0,1% no mês anterior.

Madeira, Açores e Centro foram as únicas regiões com contributo positivo para o acréscimo mensal observado para o total do país, com variações de 1,4% no caso das Regiões Autónomas e de 0,7% na região Centro. Já a Área Metropolitana de Lisboa registou uma descida de -0,1%, a primeira desde março de 2016, a par do Alentejo, enquanto que o Algarve caiu -0,3%.

No entanto, na comparação homóloga o Algarve destaca-se pela sua subida de 9,8%, e é a zona do país com o metro quadrado mais elevado, a chegar aos 1.390 euros, 25% acima da média nacional. A Área Metropolitana de Lisboa, Madeira e Alentejo Litoral também têm valores de avaliação bancária superiores à média nacional, mais 22% no caso de Lisboa. Por oposição, a Beira Baixa tem o preço mais baixo, menos 31% face à média do país.