Sonae investe na expansão do seu complexo sede no Porto

Susana Correia |
Sonae investe na expansão do seu complexo sede no Porto

De acordo com a informação avançada na imprensa portuguesa, a construção do novo edifício custará cerca de 11 milhões de euros e será promovida através do fundo imobiliário Imosede, detido pela Sonae. As obras deverão arrancar já no próximo verão, prevendo-se que fiquem concluídas no início de 2019.

Atualmente trabalham no Parque de Negócios das empresas Sonae na Maia cerca de 2.500 pessoas, número que subirá para as 3.100 logo que o novo edifício fique pronto.

Projetada pelo ateliê Barbosa & Guimarães, que inclui no seu portfólio o famoso e premiado edifício sede da Vodafone no Porto, a nova torre de serviços que vai nascer junto à Via Norte será implantada numa área de 6.500 m² e terá uma área de construção acima do solo de 6.933 m², distribuída por quatro pisos, a que somam outros 9.405 m² correspondentes aos cinco pisos para estacionamento subterrâneo, com capacidade para 363 veículos.

O novo edifício pautar-se-á também por obedecer “a princípios de sustentabilidade, aliados a uma responsabilidade ambiental e utilização eficiente de recursos”, refere o Jornal de Negócios, citando uma fonte da autarquia de Matosinhos.

Atualmente, o Parque de Negócios das Empresas Sonae ocupa apenas 22 dos mais de 32 hectares que tem afectos, sobrando cerca de 10 hectares para o desenvolvimento de novos projetos. Entre o espaço já construído, 60%, é ocupada pela plataforma logística do grupo, estando os restantes 40% ocupados por escritórios e uma fábrica da Sonae Indústria.