Segurança Social compra edifício ao Fundo de Pensões da CGD por €50M

Ana Tavares |
Segurança Social compra edifício ao Fundo de Pensões da CGD por €50M

De acordo com o Público, esta operação ficou fechada em maio. Neste espaço, situado na esquina entre a Avenida de Berna e a Avenida 5 de outubro, ficarão concentrados todos os serviços desde o centro distrital de segurança social de Lisboa, as Juntas Médicas, serviços centrais do ISS e o Centro Nacional de Pensões. A ideia é conseguir um «reforço do atendimento», com uma «maior racionalização dos próprios recursos, criando-se sinergias», explica a secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, em declarações ao jornal.

Aqui passam a trabalhar 1.500 pessoas que estão neste momento distribuídas por 13 edifícios em Lisboa, 12 dos quais património da Segurança Social, e que ficam agora desocupados e podem vir a gerar uma receita extra para o Mnistério, estando avaliados em pelo menos 50 milhões de euros. Poderão ser arrendados ou alienados.  

As obras devem arrancar no início do próximo ano, e a mudança será feita a partir do 1º trimestre, e permitirá ao Estado poupar 1,5 milhões de euros por ano, através da redução das comunicações, serviços de limpeza, segurança, condomínios ou manutenção. o FEFSS vai arrendar o imóvel à Segurança Social.

De acordo com a mesma fonte, esta compra contará para efeitos contabilísticos como investimento imobiliário, e por isso terá impacto nulo no défice. O Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social vê, assim, a sua carteira imobiliária reforçada com a receita da futura ocupação dos edifícios que agora ficam livres. 

Foto: Público