RPE fecha investimentos de 60 milhões em escritórios de Lisboa

Susana Correia |
RPE fecha investimentos de 60 milhões em escritórios de Lisboa

Na RPE estamos ativamente a apostar na expansão do nosso negócio de assessoria de investimento em escritórios, e estamos muito satisfeitos por ter já concluído a terceira aquisição de um edifício neste setor desde novembro passado. Com esta operação, elevamos para cerca de 60 milhões de euros o volume global transacionado em escritórios, correspondentes à compra de três edifícios para diferentes clientes”, conta à VI Tim Seconde, Head of Capital Markets da RPE em Portugal.

O pontapé de saída nesta área de negócio foi dado em novembro de 2016, com a compra do edifício Mouzinho da Silveira 10 em representação de um investidor privado da Guggenheim Wealth Management. Totalizando uma área de 2.204 m², o imóvel localizado em pleno CBD de Lisboa está arrendado na sua totalidade ao Conselho Português de Magistratura.

Seguiu-se a compra do edifício AGEAS (ex AXA) no Parque das Nações, que alberga a sede da seguradora em Lisboa e que integra agora a carteira de ativos da Zurich Insurance, tendo sido vendido por um investidor privado brasileiro. Localizado no Parque das Nações.

A última operação foi a aquisição do Central Office, também no Parque das Nações. Totalizando uma área de 10.310 m², totalmente ocupados, o imóvel foi comprado por 29 milhões de euros para a socimi espanhola Merlin Properties.

Entretanto, a empresa liderada por Tim Seconde em Portugal continua a somar negócios de investimento no retalho que é, recorde-se, o seu principal foco de atuação. A compra do hipermercado Continente Albufeira e do Albufeira Retail Park, em representação do fundo Iberia Coop, são algumas das operações concluídas no 1º trimestre de 2017, durante o qual assessorou cerca de 300 milhões de euros em volume transacionado.